quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

"Eu não quero isso seja lá o que isso for
Eu não quero aquele
Eu não quero aquilo
Peixe na boca do crocodilo
Braço da Vênus de Milo acenando tchau
Não quero medir a altura do tombo
Nem passar agosto esperando setembro, se bem me lembro
O melhor futuro: este hoje escuro
O maior desejo da boca é o beijo
Eu não quero ter o Tejo escorrendo das mãos
Quero a Guanabara, quero o Rio Nilo
Quero tudo ter, estrela, flor, estilo
Tua língua em meu mamilo água e sal
Nada tenho vez em quando tudo
Tudo quero mais ou menos quanto
Vida vida, noves fora, zero
Quero viver, quero ouvir, quero ver"

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010


O vestido dela era cafona (como basicamente tudo que ela usa) e a dancinha era ridicula, mas ela continua sendo Paula Toller. Linda, loira, mais jovem que eu (odio) e cantando Grande Hotel, Amanhã é 23 e Todo Meu Ouro. Enfim... o show foi muuuuito bom!!    =D

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Pensei que fosse pra sempre, mas finalmente o semestre acabou.  \o/
Vamos comemorar com algumas piadinhas infames.

"Vocês conhecem os balas Lenin? Aquelas que fazem Trotsky-Trotsky na boca, no finalzinho dá um Stalin e deixa um gostinho de quero-Marx!"
 
 
"Não estudei para a prova sobre Malinowski e ninguém me deu kula, e foi assim no ensaio sobre a dádiva.... acabei me dando Mauss”
 
 
"Tinha uma casca de banana no corredor ninguém cai, mas Émile Durkheim."
 
 
"Em sua próxima construção use cimento Cal Marx.... porque NEM tudo que é sólido se desmancha no ar!"
 
 
"Eu achei que não valia estudar para a prova de Marx... mais valia"
 
 

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

"O céu é só uma promessa
Eu tenho pressa, vamos nessa direção
Atrás de um sol que nos aqueça
Minha cabeça não aguenta mais"

terça-feira, 23 de novembro de 2010

"Por que é que eu não desisto de você?
Porque?
Eu não desisto"

domingo, 14 de novembro de 2010

20 anos blues

Ontem de manhã quando acordei
Olhei a vida e me espantei
Eu tenho mais de 20 anos

E eu tenho mais de mil perguntas sem respostas
Estou ligada num futuro blue

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Altar Particular

Meu bem que hoje me pede pra apagar a luz
E pôs meu frágil coração na cruz
No teu penoso altar particular


Sei lá, a tua ausência me causou o caos
No breu de hoje eu sinto que
O tempo da cura tornou a tristeza normal


E então, tu tome tento com meu coração
Não deixe ele vir na solidão
Encabulado por voltar a sós

Depois, que o que é confuso te deixar sorrir
Tu me devolva o que tirou daqui
Que o meu peito se abre e desata os nós

Se enfim, você um dia resolver mudar
Tirar meu pobre coração do altar
Me devolver, como se deve ser

Ou então, dizer que dele resolveu cuidar
Tirar da cruz e o canonizar
Digo faço melhor do que lhe parecer
Teu cais deve ficar em algum lugar assim
Tão longe quanto eu possa ver de mim
Onde ancoraste teu veleiro em flor

Sem mais, a vida vai passando no vazio
Estou com tudo a flutuar no rio esperando a resposta ao que chamo de amor


Muito cansada de tudo isso, de estar eternamente nessa condição.

domingo, 17 de outubro de 2010

Eu curti Lençois, eu curti Lençois... [72 X] Aêê.. aêê

Digamos que esse post contradiz o anterior, mas o importante mesmo é registrar que EU CURTI LENÇOIS!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Até B.A vai p lençois, e eu vou ficar aqui dando milho aos pombos.
Tô com raiva, eu quero fazer a viajem que eu tinha conquistado, que eu tinha planejado, que ia ser perfeita.
INFERNO!!

Não quero mais escrever.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Margot

Vocalista: Eu tenho uma banda de reggae em salvador, Chapada Roots...
Géssica: Oq? Chapada Roots? Eu ouvia v6 nos meus 15 anos!!!È sério, tu é do Chapada Roots?Poxa... fiquei emocionada agora, vou dormir feliz.  =D

Ele é bonito, tava com uma camisa de banda de rock, tem dois gatos, que eram seis, vai me dar um cd, quando ele tiver um, ia continuar falando e me deixou em casa.

domingo, 19 de setembro de 2010

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Independencia. Oi? De quem?

Vinho, Narguilê, Maconha, Tequila, Vodca e uma Cobra.

sábado, 4 de setembro de 2010

.

Vem cá que tá me dando uma vontade de chorar,
Não faz assim, não vá pra lá, meu coração vai se entregar à tempestade






Vontade incrivel de chorar, sensação ruim, unhas quebrando.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

23 de agosto de 2007

"Aquele que confessa seu pecado alcança o perdão.
Devolva a chave e aceite a suspensão.
Deus te perdoa, Adalberto não."

By: Lula

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

O Nunca Mais

Você bem sabe que eu vivo triste aqui
e que a saudade que me invade corroi tudo em mim
Vem, meu amado, e diz pra mim o que quer
E eu te darei bem mais que o corpo e a alma de uma mulher.
Quando um amor devoto como o meu
entrega aos céus e ao tempo tudo que perdeu,
espera mais do que pode esperar.
Uma mulher que te amou tanto quanto eu.
Resta sempre na lembrança uma esperança
de ter de novo o seu bem querer.
E é tão raro querer como te quero
e suportar sem desespero o grito no cais
em silêncio sem saber aonde vais,
na infinita janela do nunca mais.
E o nunca mais quer fechar a minha janela
O nunca mais quer amargar a minha fé
O nunca mais, que te levou pro mundo,
quer roubar também a paz de quem te quer.

Agenda 2007

terça-feira, 24 de agosto de 2010

E eu que filei aula pra tomar vinho no Cais do Porto com meu pai. oi?

sábado, 21 de agosto de 2010

















Vontade de sentar na frente da casa de vó nesse frio que anda fazendo, comendo jujubas e falando de nossas vidas como antigamente. Acho que o nome disso é saudade.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

CANTO DE AGONIA

Agonia de amor, agonia bendita!
- Misto de infinita mágoa e de crença infinita.
Nos desertos da Vida uma estrela fulgura
E o Viajeiro do Amor, vendo-a, triste, murmura:
- Que eu nunca chore assim! Que eu nunca
[chore como
Chorei, ontem, a sós, num voluptuoso assomo,
Numa prece de amor, numa felícia infinda,
Delícia que ainda gozo, oração, prece que ainda
Entre saudades rezo, e entre sorrisos e entre
Mágoas soluço, até que esta dor se concentre
No âmago de meu peito e de minha saudade.
Amor, escuridão e eterna claridade...
- Calor que hoje me alenta e há de matar-me
[em breve,
Frio que me assassina, amor e frio, neve,
Neve que me embala como um berço divino,
Neve da minha dor, neve do meu destino!
E eu aqui a chorar nesta noite tão fria!
Agonia, agonia, agonia, agonia!
- Diz e morre-lhe a voz, e cansado e morrendo
O Viajeiro vai, e vê a luz e vendo
Uma sombra que passa, uma nuvem que corre,
Caminha e vai, o louco, abraça a sombra e...
[morre!
E a alma se lhe dilui na amplidão infinita...
Agonia de amar, agonia bendita!


Augusto dos Anjos

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Poema do amigo aprendiz

Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo de acertar nossas distâncias.




(Fernando Pessoa)

Isso era p fazer parte do email.

sábado, 31 de julho de 2010

Cansei dessa palhaçada!!!

Antes de mais nada eu queria dizer que eu espero que todo mundo vá tomar no cu!
(mais aliviada agora eu posso começar a desabafar!)

Cansei! De tudo e de todos.
Dessa cidade, dessas pessoas, desses meus amigos que não visitam o meu blog(isso é claro que foi especialmente pra você Aian, mas os outros tbm sintam-se atingidos).
Cansei de não poder estar onde eu quero estar, de ter que trabalhar e as pessoas me verem como uma inutil mesmo assim, cansei de ter que ser legal e educadinha e não poder dizer tudo que eu quero na cara das pessoas.
Cansei de fingir que eu não vejo que tem gente que acha que eu não sou uma boa companhia pra sobrinhazinha e mesmo assim fecha a cara quando eu não deixo de ver os meus amigos pra dar atenção pra alguém que não liga p isso.
Cansei de depender das pessoas,  de ter que descobrir em Irecê um taxi num dia de domingo, deus(com letras minusculas mesmo pq hoje eu tô de mal do mundo)sabe como, pq o almoço é na casa da mamãezinha.
Cansei de não poder falar o nome de SAMUEL aqui.
Cansei de Samuel não estar aqui. (Odeio você por isso!)
Cansei de não ter um quarto na casa do meu pai.
Cansei de tentar entrar no siga e a porcaria do site não abrir.
Cansei de estar dentro de um onibus da Planalto.
Cansei de estar solteira!
Cansei de não poder ser eu mesma nessa casa.
Cansei de ouvir Legendarios.
Cansei de ouvir vozes.
Cansei de ser amiguinha de todos os ex. (Eu sou muito idiota!)
Cansei do CEASA e de cenoura e beterraba.
Cansei de não poder comprar tudo que eu quero.
Cansei de passar tanto tempo longe dos meus amigos e das pessoas que me amam.
Cansei de não conseguir chorar na frente das pessoas.
Cansei de estar cansada de tudo isso e mais um pouco.

Eu quero chorar quando eu tiver vontade, quero falar o que eu tenho vontade quando eu tenho vontade, quero parar de falar de Samuel, ou pelo menos falar o nome dele aqui ao invez de um simples S.
Quero o carro que meu pai me prometeu, quero tirar ferias quando eu estiver de ferias.
Quero ter o direito de mandar todo mundo ir tomar no cu sem que isso pareça estranho pras pessoas.
Quero estudar, e ser um boa estudante.
Quero que as pessoas se orgulhem de mim.
Quero terminar esse post, mas eu ja escrevi tanto que me perdi nos meus proprios devaneios e não sei como parar, como sempre.

acho que vou terminar com um beijos me liga(por favor, liguem mesmo pq eu não aguento mais atender o celular com um oi! e meu pai falar: num é oi não, é tim!

domingo, 25 de julho de 2010

La Solitudine

Claria hoje descobriu 1001 músicas de Legião no meu pen drive ^^
Claro que iriamos ouvir, na verdade estamos no vicio de ouvir Legião tem um tempo, relembrar tanta coisa.
A primeira música que minha amiguinha pediu p ouvir foi La Solitudine (é de Laura Pausine, mas Renato Russo Gravou um CD em Italiano e essa é uma das músicas.).
A música começou a tocar e eu me lembrei.  =(
Como é que eu poderia ter esquecido que ele ja me mandou ouvir essa música um dia.?!
Claro que tudo mais uma vez veio na minha cabeça como um filme.

"Non è possibile dividere
La vita di noi due
Ti prego aspettami amore mio
Ma illuderti non so"

Cansei de sentir saudades, de lembrar toda vez que ouço qualquer música.
Ter uma realização musicoamorosa acaba com a vida de qualquer pessoa, a gente num pode mais nem fazer o que mais gosta sem ter aquela pontinha de sofrimento.
As coisas bem que poderiam dar logo certo, num quero mais ficar nessa até o dia... até Deus sabe que dia. (Do casamento?!)
Eu queria dizer muita coisa, mas aqui a gente num pode falar tudo que quer, num pode falar o nome das pessoas direito.
Não gosto dessas coisas!

domingo, 11 de julho de 2010

E eu que tô com saudade das pessoas.

A solidão me leva a fotos.
Achei essa, lembrei do quanto essa viagem foi feliz.
Lembrei dos meus amigos, das pessoas que me fazem bem.





Eu quero ver gente denovo!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

O Que Eu Também Não Entendo

Amar não é ter que ter
Sempre certeza
É aceitar que ninguém
É perfeito prá ninguém
É poder ser você mesmo
E não precisar fingir
É tentar esquecer
E não conseguir fugir, fugir...

Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...

Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
POSSO PERDER O JUÍZO
MAS COM VOCÊ
EU TÔ TRANQUILO, TRANQUILO...

Agora o que vamos fazer
Eu também não sei
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Tô aprendendo também...

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Acho que é aniversário de tio Marioelio

1º de Julho e é impossível não lembrar de Renato Russo.
Por que que hoje tinha que fazer mais sentido do que antes?

"Ninguém sabia e ninguém viu
Que eu estava a teu lado então
Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher
Sou minha mãe e minha filha, minha irmã, minha menina
Mas sou minha, só minha e não de quem quiser
Sou Deus, tua Deusa, meu amor
Alguma coisa aconteceu
Do ventre nasce um novo coração
Baby, baby, baby, baby
O que fazes por sonhar
É o mundo que virá pra ti e para mim
Vamos descobrir o mundo juntos baby
Quero aprender com o teu pequeno grande coração
Meu amor, meu amor"

Talvez seja por que não tem nem uma semana que eu estava ao teu lado sem que ninguém além de tia Regina visse.  ;)

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Eu juro que não aguento mais!!

Declare guerra aos que fingem te amar
A vida anda ruim na aldeia
Chega de passar a mão na cabeça
De quem te sacaneia

terça-feira, 15 de junho de 2010

"Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
Pra me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço."

sábado, 12 de junho de 2010

Quer namorar comigo?

Quarta-Feira, 10 de Junho de 2009.

O Sol entra na Internet pra olhar o resultado de vestibular, mas antes de qualquer coisa é claro, o orkut.
Na pagina inicial tem dois depoimentos de seu amado. Um dizia: Esse fim de semana eu pensei muito em você.
O outro era enorme, ele falava tanta coisa linda, se lembrava da época em que eles ficavam falava do quanto era bom e que ele não conseguia entender por que que não tinham dado certo naquela época, e terminava com: Mas a gente ainda tem muito tempo "Se você quiser e vier pro que der e vier comigo."
Ela definitivamente não sabia o que fazer, seu coração estava na boca, batendo mais rápido do que tudo, como ela estava feliz, parecia um sonho. Será que alguém entrou no orkut de S e resolveu fazer essa brincadeira com ela? Não! Embora isso não fosse algo comum, aliás nunca tinha acontecido, aquelas eram palavras que só ele poderia usar.
Ela estava numa adrenalina tão grande que a única coisa que conseguiu fazer foi responder o depoimento com uma pergunta simples.  QUER NAMORAR COMIGO?
Enviou o depoimento e saiu da Internet antes que a adrenalina passasse e sua coragem fosse embora.

Ah é, ela tinha passado no vestibular.  =D


Quinta-Feira, 11 de Junho de 2009.

O Sol acorda cedo, ela tem que viajar p fazer sua matricula, agora ela era universitaria, mas antes de tudo, não custa nada entrar no orkut.
La estava a resposta ao seu louco pedido de namoro.
ELE ACEITOU!!!
Ele aceitava da maneira mais bonita que alguém (um homem principalmente) poderia aceitar. Ele falava "Eu aceito!". Falava que era tudo que ele mais queria, mas falava do medo, da distancia, da vontade, de tudo, ele estava mesmo disposto.
Ela não cabia em si de felicidade.
Pediu o numero de S que eu sei, é de fazer vergonha, mas ela não tinha.  =/
Fez sua viajem e quando chegou mais uma vez ela vai em busca da resposta de seu amado.
Ela manda uma mensagem. "Eu só quero que você saiba que eu estou pensando em você, agora e sempre mais. Boa noite meu amorzinho."
Ele liga em seguida e eles conversam por horas. Foi a melhor conversa que ela já teve na vida. Eles eram um casal lindo, falaram sobre tudo, sobre o curso dela, o dele, sobre suas famílias, amigos, sobre a vida, fizeram planos, ele convidou-a pra ir pro Chile com ele em Janeiro, disse que queria que estivessem juntos no seu próximo aniversário. Foi mesmo muito lindo, eles conversaram muito, foram dormir felizes, ela quase não dorme lembrando toda a conversa, mas dormiu e dormiu leve, feliz!


Sexta-Feira, 12 de Junho de 2009.

O Sol se levanta muito bem, linda de felicidade.
Estava namorando, no dia dos namorados. A primeira coisa que faz ao acordar é mandar umas mensagem pra seu amado desejando um bom dia, mais tarde ela ligaria.
Passa pelo dia com 1001 coisas dando errado, quase perde sua matricula na universidade, mas ela estava muito feliz.
Á noite ele liga novamente e conversam por muito tempo, ele diz que vai viajar, é aniversário de seu melhor amigo e ele já tinha planejado a viajem, mas ainda pergunta se ela se importa. Ela está nas nuvens.
Eles se derretem em amores ao telefone e logo depois cada um faz sua viajem, marcada por lindas mensagens.


Quinta-Feira, 10 de Junho de 2010.

O Sol percebe suas unhas se quebrando, coisa pouca, só 3 delas.


Sexta-Feira, 11 de Junho de 2010.

O moço que anda dando trabalho ao Sol liga, depois de quase uma semana.  oi?!
Ele disse que estava com saudades e que iria vê-la.

Sábado, 12 de Junho de 2010.

Dia dos namorados.
Ninguém ligou, ninguém apareceu.

(Ela encontrou mais alguém parecido com S, mas dessa vez ele só tem os olhos, as sombrancelhas e o nariz.)

terça-feira, 1 de junho de 2010

Desventuras Carnavalescas II

Eu jurava que a pessoa só poderia ter uma desventura carnavalesca por ano, mas me enganei completamente.


Quinta-feira, 27 de Maio de 2010. 

O Sol acorda e passa pelo dia como se o Carnaval não fosse começar hoje. Será mesmo que é Carnaval? Ta tudo tão estranho!
E o tempo passa como o tempo de um dia qualquer, sua amiga T vem dormir em sua casa e seu "namorado" (que não é S, mas que também se encaixa no perfil) iria finalmente sair com ela.
Tudo acontece naturalmente, a não ser pelo fato de o ficante de sua amiga T, ter sacaneado a mesma.  =/
Chega a hora de começar os preparativos, ela está muito tranquila, nem parece Carnaval mesmo e ela não ta na sua cidade. Preocupações? Nenhuma! Essa vai ser uma noite legal. Liga p seu "namorado" pra confirmar, mas ele diz que não vai sair, que está cansado e que amanhã com certeza eles sairiam juntos. Ela está tão de boa que não da muita importância pra isso, afinal ele tinha avisado que talvez não iria.
Elas saem justas, muito bonitas, como sempre, mas não estavam exatamente arrumadas. Essa não era a cidade do Sol.
A dupla fazia mesmo muito sucesso, por onde passavam ouviam cantadas divertidissimas.
A meta era encontrar o "ex" de T, afinal "tesourada never!".
Depois de muito procurar elas acabam encontrando G, o "namorado" do Sol. Como assim Bial? Ele não disse que não ia sair? Seus olhos são duas interrogações enormes e expressivas. Ele é claro corre tentando se explicar, diz que tentou ligar e que não iria demorar. Ela nem da muita importância, mas faz aquela cara de quem não gostou. Ele mostra as AMIGAS com quem ele veio p rua. Amigas? Muito, muito estranho mesmo, mas ela não iria ligar p isso, sai novamente com T em busca do "ex" da amiguinha e o encontra, T não poderia fazer melhor expressão, deixou o moço com cara de palhaço. Missão cumprida e elas podem voltar e procurar G antes que ele vá embora. T gosta do ''namorado'' do Sol. Ele diz que vai embora, mas que talvez volte, e volta, mas isso o Sol só fica sabendo no outro dia.
A noite termina com T ficando com um dos amigos de seu ''ex''.  ''tesourada never''

Sexta-feira, 28 de Maio de 2010.

Claro que o Sol se levanta tarde, mas seu tempo hoje é curto, ela tem que fazer cabelo, unha e se preparar pra noite, afinal hoje ela iria finalmente sair com seu ''namorado'' e seria o dia em que teria Ivete Sangalo.
4h da tarde e ela liga pra seu "namorado", afinal ela tinha que saber a que horas ele viria busca-la. O moço diz que voltou ontem, mas que não ficou muito tempo, quando ela pergunta o horário que ele vem lhe buscar ele diz que liga daqui a pouco, e ela espera... dorme... e 8h da noite liga novamente p saber o por que de ele não ter ligado e o horário certo que eles iriam sair. O moço não acha o que fazer e mais uma vez diz que liga daqui a pouco e o celular dela só toca quando sua amiga T liga p dizer que vai se demorar. Ela com certeza está furiosa, pensa em ligar ou mandar uma mensagem pra seu ''namorado'', ou ex, já não se sabe, pra dizer que ele consegui um vale night eterno igual ao que T deu p seu ''ex'', mas não faz.
Enquanto se arruma e conversa com A sobre o assunto ouve aquela voz conhecida gritar seu nome no portão e em seguida tocar a campainha. A vai abrir, e ela continua se arrumando, fica meio aliviada em saber que ele veio lhe buscar, ela não queria mesmo dar aquele vale night. O moço já chega lhe agarrando, e querendo lhe beijar, mas ela se recusa, com aquela cara que só ela sabe fazer, fica indiferente ás tentativas do moço. Ela mostra sua indignação, mas ele... não se sabe exatamente o que ele pensa. Ele tinha cheiro de álcool, nem percebeu o quanto ela estava linda, mesmo antes de terminar de se arrumar. Eles tiveram uma pequena discussão, que nem chegou a ser discussão de verdade, ele diz que iria estar no lugar de sempre e ela diz que não vai encontra-lo, ele sai demonstrando que está chateado e ela fica com mais raiva do que já tava.
A disse que ele não iria subir, tinha vindo só pra dizer onde iria espera-la, e que ao sair ele falou: Ela hoje ta retada ?!
O Sol já nem sabe mais o que fazer em relação a isso, ela ta menstruada, sua cabeça ta um caos, mas definitivamente ela não iria passar em frente a aquele maldito topázio. Passou, ela precisava que ele lhe visse linda e não dando ousadia pra ele, mas isso não aconteceu, a única pessoa que o viu foi A, que o ignorou, deixando ele conversar com M (namorado de A). Ele mais uma vez manda avisar sua localização. =S
O Sol e T passam a noite inteira, lindíssimas, ouvindo altas cantadas de pessoas lindas e não ficam com ninguém, a espera de G e de H (amigo do "ex" de T).

P.S. O Sol encontra um moço lindo, que só tem a testa, o queixo, o formato do rosto, as sobrancelhas, os olhos, o nariz e a boca de S. Talvez ela deveria ter ficado em casa, talvez não tivesse sido em vão que sua unha se quebrasse uma semana antes.

Foi uma noite frustrante!

Sábado, 29 de Maio de 2010.

O Sol acorda morrendo de dor de cabeça e ainda tem que ir trabalhar. Isso pode parecer impossível, mas foi o CEASA que lhe distraiu e fez com que sua cabeça parasse de doer.
Nenhum sinal de G, ele sabe que o Sol estava fumegando de raiva. Apesar de tudo ele é um moço esperto, sabe que depois de algum tempo a raiva passaria, e esse tempo seria um Carnaval sozinho.
A noite ela estava linda como sempre, mas hoje ela tinha ido pra se divertir, G não estava nos seus planos, embora ainda quisesse encontra-lo. Ainda o viu de longe, mas evitou passar por perto dele. Ela era orgulhosa demais pra ir falar.
Nessa noite encontrou muitos de seus amigos, assistiu ao show de Morais Moreira olhando fixamente pra Davi, que pega em sua mão graças a uma amiga bêbada com 4 latas de cerveja.
T depois de bêbada e de ter dispensado o amigo do "ex", encontra o "ex" e chama-o pra conversar, deixando O Sol sozinha ao lado de dois "desconhecidos" e um deles a salva do moço chato de todas as festas.
Ela dança sozinha ao som de Matingueiros, e se diverte, apesar de estar completamente só. Encontra A que logo sai com M, e depois sua amiga R que iria dormir em sua casa a salva da solidão e descobre que T foi parar na casa dom "ex" e que só voltaria no outro dia.
Antes de ir embora ela ainda dança com N, o moço bonito e seu salvador, mas não fica com ele, afinal ela é abestalhada demais pra isso.
Vai embora e só vai dormir quando o dia começa a clarear.

Domingo, 30 de Maio de 2010.

Ela passa o dia atordoada, meio abestalhada (na verdade mais que o normal), e dorme e acorda e é assim o dia inteiro. T e R foram embora e ela não teria companhia pra sair, desistiu de ouvir Paulinho Boca de Cantor, e a única coisa que faz é pensar em G.
A acaba convencendo-a a ir só pelo cantor e voltar cedo. Ela vai, ainda vê G dançando, ela preferia não ter visto. Chegou muito tarde e acabou perdendo o cantor, a noite foi sem graça, ela não tinha animação e nada aconteceu.

O CARNAVAL ACABOU

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Aos meus queridissimos amigos.

"Eu conheço o medo de ir embora
Não saber o que fazer com a mão
Gritar pro mundo e saber
Que o mundo não presta atenção
Eu conheço o medo de ir embora
Embora não pareça, a dor vai passar
Lembra se puder
Se não der, esqueça
De algum jeito vai passar
O sol já nasceu na estrada nova
E mesmo que eu impeça, ele vai brilhar
Lembra se puder
Se não der esqueça
De algum jeito vai passar"

terça-feira, 18 de maio de 2010

"Observe eu não me importar"

É, e eu nunca ouvi Livre pra voar.
Mas tem gente que ta se achando mesmo viu.
Não sabendo que a carta de demissão estava quase sendo emitida, se não fosse eu me lembrar da meta do semestre.

E que continue chovendo por aqui!! Huahuahau...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

E O Sol dorme feliz!

Aí O Sol descobre que incomoda.  Oi?

"CR*: Eu odeio esse nome, vixee!!
Alguém: Porque? Eu acho bonito.
CR: Uma pessoa com esse nome me deu uma dor de cabeça.
Eu estranhei e perguntei o porque.
CR: Ela eh ateh amiga de A.
Eu: O que teve?
Ai ela desconverssou."


Amiga, obrigada e mil desculpas, mas eu não resisti.  ^^
Huahauhauahu...
Uma massagem no ego!!
Me fez bem, hoje eu vou dormir feliz!
Obrigada  =D



*CR = Documento de banco

domingo, 9 de maio de 2010

NÃO É MAIS DIA DAS MÃES

Minha unha ta quebrada.
Sábado a tarde eu dormi.
Dormi e sonhei.
Acordei chorando.

***

Mais um dia das mães e eu tô aqui, longe de todas as mulheres da minha vida.
Tentei não ficar melancólica, mas vem a nostalgia... como é bom estar na casa de vó nessas datas.
Liguei! Minha avó está melhor, tive motivos pra ficar feliz denovo.
Conversei com mainha, mas ela disse que ia desligar por que precisava dormir o golinho dela.
Eu ainda tentei expressar a minha indignação, e falei que agora só ia ligar pra vó, aí ela mandou eu ligar pra vó 2h da manhã. Rsrsrsrs...
As vezes penso mesmo se somos mãe e filha.
Eu gosto disso, minha mãe é mesmo uma pessoa linda.
Queria ter passado esse dia com ela.
Eu queria chorar agora, mas nem vontade eu tenho mais.
Queria conversar com mamis sobre minha vida, sobre tudo.
Pra ela me falar coisas que não vão mudar nada, mas que vão me fazer bem por serem ditas pela minha mãe.
Queria conversar sobre essa semana, mas não há pessoas aqui.


.Ah é, FELIZ DIA DAS MÃES MOMIS, E FELIZ ANIVERSÁRIO G. (Teoricamente atrasado)


"Tenho medo de te machucar!"

A pedra do meu sapato ( S ), me falou isso no dia 26 de Março de 2008
Meu futuro namorado ( G ), me falou isso hoje, dia 09 de Maio de 2010 ( Aniversário do próprio ).

quinta-feira, 6 de maio de 2010

A falta de informações as vezes me deixa assim...
Queria ter noticias daquele personagem bíblico.

Como vai você ?
Eu preciso saber da sua vida
Peça a alguém pra me contar sobre o seu dia
Anoiteceu e eu preciso só saber
Como vai você ?


quarta-feira, 28 de abril de 2010

Hoje eu lembrei

"No vão das coisas que a gente disse
Não cabe mais sermos somente amigos
E quando eu falo que eu já nem quero
A frase fica pelo avesso
Meio na contra mão
E quando finjo que esqueço
Eu não esqueci nada...
E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais
E te perder de vista assim é ruim demais
E é por isso que atravesso o teu futuro
E faço das lembranças um lugar seguro...
Não é que eu queira reviver nenhum passado
Nem revirar um sentimento revirado
Mas toda vez que eu procuro uma saída
Acabo entrando sem querer na tua vida

Eu procurei qualquer desculpa pra não te encarar
Pra não dizer de novo e sempre a mesma coisa
Falar só por falar
Que eu já não tô nem aí pra essa conversa
Que a história de nós dois não me interessa...
Se eu tento esconder meias verdades
Você conhece o meu sorriso
Lê o meu olhar
Meu sorriso é só disfarce
O que eu já nem preciso..."


Uma sensibilidade que só vendo. Algumas coisas hoje me fizeram lembrar. Foi estranho depois de tanto tempo. Acho que não sofro mais, mas ainda sinto, e intereça.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

A Lua na casa do Sol

"Vi o meu sentido confundido, iluminado
Vi o sol enluarar, quando viu você
Vi a tarde inteira, a Sexta-feira, o feriado
Esperando o amor chegar e trazer você
Você chegou querendo
Tudo que o tempo não te deu
E que levou de você;
Sem saber que você já sou eu
Agora não entendo
O meu relógio o amor tirou
Mas sei que o meu coração
Tá batendo mais forte
Porque você chegou"



Esse Sol aqui enluarou com a chegada da amiguinha.
Pode parecer estranho, mas nesse caso foi O Sol quem se iluminou com a presença da Lua.
Tô muito feliz, "ouvir Vander Lee só tem graça com Géssica." ,é ouvir Vander Lee com Clarinha do lado é sempre muito melhor!


P.S. Fizemos compras hoje.
A propria cara da riqueza.
Huahuahauhua...
Um luxo só!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Banho de Chuva

"Aonde o vento é brisa
Onde não haja quem possa
Com a nossa felicidade
Vamos brindar a vida meu bem
Aonde o vento é brisa
E o céu claro de estrelas
O que a gente precisa
É tomar um banho de chuva "


Vontade de estar em Irecê!!!
.
Chove em Jua desde terça feira.
A chuva é algo que sempre me deixou muito bem, parece que lava a alma.
Aqui o clima está super agradavel, sabe aquele tempinho bom pra dormir?!
Tempo bom p dormir é coisa perigosa pra mim. ZzZzzzZ... É sempre um problema.
Chove também dentro da minha casa, tem praticamente um chuveiro dentro do meu quarto, pra ser mais exata na minha lampada. Tô com medo!   =(
Minha casa ta alagada e eu tenho vontade de tomar banho de chuva.
Senti vontade de fazer isso com meus irmãos denovo.
Queria tha em casa com eles, correndo na chuva, gritando, sorrindo, sendo feliz.



quarta-feira, 7 de abril de 2010

Hoje eu tô tão feliz. Vontade de cantar!!
.
E essa música eu só dedicaria p uma unica pessoa. Mas hoje é só pela vontade de cantar mesmo. =D

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Começando o ano

Eu acho isso uma verdadeira falta de absurdo, mas meu ano começa hoje!
Depois de tudo que vem acontecendo na família, o Carnaval, minhas desventuras amorosas, o inicio das aulas, a volta ao trabalho, a crise existencial etc, etc... o ano definitivamente só poderia começar depois da semana santa, que desde 2008 que marca de alguma forma a minha vida.


Dessa vez foi diferente dos outros anos, como eu esperava, é claro. Mas eu tô diferente, eu tô com vontade de ser e viver diferente.
As mudanças acontecerão aos poucos e pretendo registra-las aqui, mas elas acontecerão.


E eu acho que é isso, só p avisar à aqueles que ainda passam por aqui.
Tô "morta de humilhada*", como já dizia meu amigo Cléo, acabei de chegar de Irecê. E a vida acaba de começar. =D



*Morta de humilhada = Muito cansada

sábado, 27 de março de 2010

Bebendo Vinho

"Eu vivo sozinho e apaixonado
Não tenho ninguém aqui do meu lado
Meu cachorro Vênus foi roubado
Fiquei um pouco preocupado


Vou me entorpecer bebendo vinho
Eu sigo só o meu caminho"


Logo hoje eu ganhei uma garrafa de vinho. ^^
Querendo estar em algum lugar, mas... em casa, sozinha e uma garrafa de vinho na geladeira.
Eu poderia me enbriagar pela 1ª vez na vida, hoje, sem testemunhas... mas nããããoooo!!
Acho que vou tomar o sulficiente p cair de sono, e isso não seria muito, ja que eu acordei às 4:45AM de ontem.

sexta-feira, 26 de março de 2010

Durma Medo Meu

Um não, às vezes um "não sei"
Janela, madrugada, luz tardia
E o medo nos acorda

Pára e bate o coração
Em pura disritmia
O medo amedronta o medo
Vela, madrugada, dia,
Assim como a saudade
Ou uma frase perdida

Durma, Medo Meu

segunda-feira, 22 de março de 2010

Esses proximos 15 dias serão tensos.
Essas semanas proximas à semana santa me deixam nervosa.
As coisas acontecem geralmente nessa época, e agora eu tô na expectativa.
Até acredito que esse ano seja diferente, mas não tenho como não pensar, não lembrar, não esperar.
Espero que esses dias passem depressa.


Eu preciso estudar!!!
Preciso de uma luz.

domingo, 21 de março de 2010

O fim de semana...

Passei esses dias a espera de um telefonema.  =/
Fiquei esperando alguém, que eu conheço muito pouco, me ligar e me chamar p sair, por aí.
Ele não me ligou, fiquei frustrada, mas em compensação recebi ligações de Emilia, Godô e tia Laura.
Fiquei muito feliz! =D
Conversar com essas pessoas me deixou muito bem!


P.S. Fiz minhas unhas. Experiência estranha, acho que não nasci pra manicure.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Ontem eu tive uma conversa interessante com a minha mãe.
Falavamos sobre a liberação da maconha.
Rsrsrsrsrs... uma das conversas mais engraçadas que ja tive com mamis.
Pela 1ª vez na vida eu vi minha mãe preocupada. Eu senti a preocupação atravez desses quilometros que nos separam.
Ela sabe que eu sou medrosa o sulficiente pra não ter coragem de experimentar, pq eu tenho medo de acabar gostando, mas mesmo assim ela ficou preocupada.
Mainha preocupada é o que há. Huahuahuaua...
Eu me acabei de rir da pessoa, e ela ao mesmo tempo tbm se acabava de rir.
Acho que a coitada tava nervosa, e queria ser uma boa mãe.
Amo minha mamãezinha preocupada com as minhas ideias, querendo ser uma boa mãe, preocupada com o que o meu pai pensaria se soubesse das minhas ideias.
Embora seja a pessoa mais liberal do mundo, falou em mim e em maconha ela vira conservadora.
Adorei a noite de ontem. ^^

quarta-feira, 17 de março de 2010

Para Fabri

"Em redor do buraco tudo é beira..."

terça-feira, 16 de março de 2010

Juazeiro, 16.03.2010, 05:30AM

Qualidade de vida é olhar o Sol de Juazeiro às 05:30 AM.
Aquela bola de fogo, linda, laranja, fumegante, ESPETACULAR!
Da até vontade de viver. De viver bem!
Da a impressão de que os problemas deixam de existir, que é tudo perfeito.
Tinha esquecido da beleza desse espetaculo.

"Lembre-se de esquecer"

No dia em que ocê foi embora,
Eu fiquei sentindo saudades do que não foi
Lembrando até do que eu não vivi
pensando nós dois.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Amores

Amores definitivamente são pra sempre!
Não importa o que a gente faça, o que a gente fala, e até acha que sente.
Eles simplesmente são pra sempre.
Tudo bem que nada permanece igual eternamente, mas essas coisas simplesmente permanecem.

A gente passa raiva, diz coisas, ouve sempre muito mais do que gostaria, chora, acha que tudo acabou, se desespera, não aceita... e derrepente, os sinais voltam a aparecer.
Amores abalam nossas estruturas se algo vai mal, mas uma unica pontinha de esperança é sempre a salvação das nossas vidas.
Se qualquer pessoa no mundo disser que um simples "Tchurilu!" melhorou sua vida, tirando de vc no minimo metade das tristezas e agonias eu com certeza vou dizer que é mesmo uma viadagem, coisa de gente fresca!
Mas eu com certeza não apagarei esse "Tchurilu!" da minha história.

Ainda tenho muito a dizer pra todos os meus amores, muito mesmo, mas um sinal assim muda tudo e eu definitivamente não resisto.
Dizer só pra um Szinho que "Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você" é injustiça com todos os outros amores. E esse post é dedicado a todos os amores, mas obvio que a um em especial.
É dedicado a alguém que eu poderia dizer que é varios caminhos, inclusive o fatal beco sem saida.

"Eu nunca mais vou respirar
Se você não me notar
Eu posso até morrer de fome
Se você não me amar..."

domingo, 14 de março de 2010

Desventuras Carnavalescas

Sexta-feira, 05 de Fevereiro de 2010.


Depois de redigir uma lista de quase tudo o que precisava O Sol a entrega ao seu superior: Papi! Graças a uma FELIZ coincidência, ele ta de bom humor, e... Abre a carteira. Isso só poderia significar uma coisa: Ela passaria o Carnaval LINDA e RICA.
Saiu de casa, foi fazer unha, cabelo, comprou roupas, o abada, e ainda tinha o suficiente pra uns três carnavais. Como ela tava feliz!
Saiu de casa com planos de só dormir na segunda-feira.
Ao chegar à cidade do SEU Carnaval ela da de cara com integrantes do bloco das Donzelas (A novidade). Esse Carnaval tava prometendo.
Encontra as amigas, e decidiram quem sairiam juntas do mesmo lugar. Todas lindas, quase todas elas loiras.
Chega a grande hora e todas elas se encontram maravilhosas, uma mais bonita que a outra, mas alguém brilhava muito mais. Ela estava exuberante, seria o centro das atenções durante toda a noite.
Era uma espécie de eclipse. Ela passava e todos olhavam com admiração. Ela estava definitivamente linda! Muitas cantadas durante a noite é claro, mas nenhum valia a pena. Como tava pobre esse Carnaval.
Ah é, o cantor esperado estava no palco. Mas espera aí! O som é esse? A potencia era tanta que mais parecia uma caixa de som no meio da praça. Mas mesmo assim ela dançou!
A noite acabou. Sem grandes acontecimentos ela foi pra casa.


Sábado, 06 de Fevereiro de 2010.


Hoje O Sol se levantou ao meio dia. Suas primas estavam lá.
Esse ano o Carnaval ia ser curto demais pra ficar em casa, e lá estava ela na praça com as amigas. Mas o Carnaval exigia dela shorts, e sua amiga I, tinha o lugar ideal para comprá-los, mas é óbvio que elas não sairiam na rua com sacolas. Deixaram na casa de vovó (Não se sabe o nome de vovó, só se sabe que ela é a avó de I).
Todas lindas na praça com amiguinhos bonitinhos, elas aguardavam o momento em que a "moiação" iria começar.
Foram todas pra casa ficar maravilhosas, pra que como já dizia I o desmantelo começasse (Na verdade só começaria pra ela, por que pra todas as outras, ah muito que havia começado).
Ao chegar em casa ela percebe que tinha esquecido algo na casa de vovó, mas voltando lá, a escuridão tomava conta e ninguém veio abrir a porta. Mas sem problemas, isso não estragaria seu Carnaval, e nem o fato de ter que voltar em casa pra pegar o tênis depois de arrumada, e enquanto o bloco percorria o circuito. Ela não se importaria mesmo de pegar o bloco pela metade. Estava feliz, até atravessar a corda e se deparar com S e sua namoradinha magra.
Ela caminhava rápido, mas aquilo fez com que ela desse com a cara no muro. Seu coração acelerou e doeu forte e seus olhos se encheram de lágrimas. Ela pensou que ia morrer. Estava mesmo passando mal, mas aí ele acenou com a cabeça e deu aquele sorrisinho medíocre com o canto da boca. Ela respirou fundo, doeu mais ainda tudo por dentro, mas ela continuou a caminhar. Seu Carnaval fora arruinado naqueles poucos segundos.
Ela voltou pra suas amigas e explicou o que havia acontecido. Ela tinha vontade de chorar, mas as amigas não deixaram, afinal. Ela era um SOLZÃO e ele era só um szinho. Sua mente entendeu e conteu as lágrimas, mas seu coração se recusava a aceitar aquela lógica, continuou doendo e decretou: Estou sofrendo sim, não há motivo para festas e o Carnaval está acabado!
Ela tentou lutar, mas nem a animação das amigas, e nem sua mente racional conseguiram anima-la. As doses de vodka com refrigerante de limão? Intensificara ainda mais seus sentimentos, ela era fraca com o álcool.
Encontrou um velho amigo de outros carnavais que há muito lhe fazia galanteios, Não era aquilo que seu coração dizia, mas pensou que seria bom estar com um cara bonito pra não pensar. Não adiantou! Tanto fez que conseguiu se livrar do Belo Moço.
Voltar pras amigas naquele momento lhe deixou muito feliz, ela pediu sua bebida de sempre e saiu com as amigas. Pra sua sorte, S não apareceu mais no seu campo de visão, embora seus olhos o procurassem constantemente.
Conseguiu se divertir. Encontrou um moço lindo, simpático e BARBUDO. Ela não o beijou, tinha que se acostumar com a ideia da barba. Enquanto ela conhece o rapaz, chega um "amigo" do mesmo cheio de arrogância, se gabando da estrutura de palco, iluminação e som que eram deles.
Mas espera aí! Será que ele disse som?
Ela tentou, mas não conseguiu segurar sua língua! Foi obrigada a questionar a qualidade do equipamento, e colocar em xeque a arrogância e competência do moço. Saiu vitoriosa, e passou boa parte da noite com um simpático barbudo chamando sua atenção.
Nesse meio tempo... Mais uma unha se quebra, e mais tarde reaparece um gatinho divertido que não foi citado, mas que jogou sua cantada enquanto ela tentava se livrar do Belo Moço.
O gatinho lhe fez companhia até o amanhecer. Ele era tão divertido que ela nem viu o tempo passar, viu o dia amanhecer ao seu lado.
Chegou em casa, deu bom dia pra vô e foi dormir.


Domingo, 07 de Fevereiro de 2010.


O Sol hoje acordou mais tarde que no outro dia. Tinha algumas coisas a fazer. Resolveu tudo, e hoje não pegaria o bloco na metade do circuito. Arrumou-se com vontade, era o ultimo dia e ela iria se divertir!
Junto com as amigas, saiu mais cedo, gostou do movimento, e nada atrapalharia sua paz, até ver uma silhueta parecidíssima com a de S. Ele virou a cabeça, e... Sim! Era S. Ele ficou de costas pra ela novamente, e falou algo com o amigo que estava do lado, que imediatamente se virou e olhou pra ela.
O coração dela acelerou novamente, suas pernas ficaram bambas, mas sua consciência falou mais alto e ao passar por ele, ela desfilou divinamente.
Obs.: Ele estava sozinho!
Ela continuou seu percurso e avistou uma amiga. Parou e atravessou a rua. Ao olha pro lado, lá estava ele olhando amigavelmente com cara de quem veio falar com você, e quando os olhos se encontraram ele abriu o seu melhor sorriso, aquele que a pessoa se derrete toda. Mas ela foi mais forte, e desfilou até sua amiga. Permaneceu lá até conseguir se recompor. Quando olhou pra trás procurando as amigas, deu de cara com aquele sorriso novamente e aquela cara de quem esperava.
Ela lutou contra tudo dentro de si, pegou as amigas e saiu daquele lugar. Ela precisava de uma bebida!
Ficou por aí com as amigas por algum tempo, mas aquilo ali não tava pra ela. Decidiu procurar A, tinha que relatar o acontecido pra alguém. Não encontrou sua amiga, mas no caminho novamente estava S, só que dessa vez com a namoradinha magra e bochechuda. Ela precisava de outra bebida!
Ao tomar essa segunda caipirosca, sua cabeça já rodava, ela tinha a sensação de que estava bêbada pela 1ª vez, mas não! Correu pra casa, e só não chorou por que não conseguiu entrar. Pegou o bloco pela metade de novo e perdeu mais uma unha.
Dessa vez viu S à noite toda, mas em todas elas tentou fugir, e cada fuga era acompanhada de álcool. Só ficou triste por que percebeu que estava ganhando resistência, mas não iria mais se martirizar, por que essa era a ultima noite, e ela estava a fim de se divertir, e se divertiu.
Encontrou o moço barbudo de novo, só que dessa vez ele estava acompanhado de um amigo, F. A resenha em pessoa. F de cara apaixonou-se pelas mãos dela, mas adorou a moça principalmente depois que o moço barbudo confessou ser fã daquele Sol. F não acreditou que estava diante do tão famoso Sol que no dia anterior havia "conversado" com o moço arrogante, e se declarou seu fã também.
Ela achou aquilo Máximo, descobriu que além do moço barbudo, e de F, tinha conquistado outros fãs devido sua conversa com o moço arrogante. Aquelas pessoas eram mesmo muito loucas, conversou muito, o moço barbudo tentava agarra-la e F adorava sua mão. I olhando isso tudo declarou sua "paixão" pelo pé dela e disse que a mão da moça não se comparava ao pé, e infelizmente o moço barbudo decidiu comprovar. Tirou o tênis da moça em praça publica e levantou seu pé pra analisar. Foi uma cena e tanto. Seria trágico, se não fosse cômico.
Quando ela conseguiu se soltar do moço barbudo percebe F com sua meia na mão, cheirando-a. Ela decidiu que aquelas pessoas eram loucas. Pegou sua meia, seu tênis e não sabia o que fazer diante daquelas pessoas loucas. I fez questão de se livrar do mico e deixou-a só, com duas pessoas loucas.
Ela se recuperou, exigiu que mais ninguém tirasse seu tênis e muito menos que cheirasse suas meias, e as pessoas decidiram se comportar. Mas... Começaram a disputá-la no zerinho ou um. Triste! Ela e o moço barbudo trapacearam para que F perdesse.
O moço barbudo "ganhara", mas ela ainda não estava preparada, afinal a barba ainda estava lá. Ela precisava de uma bebida. O moço barbudo fez graça a noite toda ela riu horrores, aquela pessoa era louca e muito divertida, eram parecidos, duas pessoas bestas!
A noite foi ótima ela se divertiu demais rindo daquelas duas pessoas. Viu S muitas vezes também, mas mesmo assim se divertiu. O moço barbudo e F foram embora. I reapareceu, encontraram o resto das meninas e mais uma vez viram o dia amanhecer na praça. Saíram de lá quando não tinha quase ninguém e absolutamente nada de som.
Ainda apareceram alguns gatinhos querendo conhecê-las, mas aquilo não era mais hora né. O carnaval já tinha acabado e elas só queriam dormir. Quer dizer... Amiga R ainda tava no vicio, por que depois que I fosse embora ela "só voltaria a beijar alguém" no São João. Mas amiga R era voto vencido I e o Sol eram as pessoas que decidiam o que fazer.
Foram embora, e dormiram bem, felizes.
O sol ainda fez uma retrospectiva de tudo o que havia lhe acontecido. Divertira-se um bocado, mas de longe esse tinha sido seu pior carnaval.
Mais uma vez, S havia estragado uma festa sua.
No final das contas: Sobrevivera!  =/

sexta-feira, 12 de março de 2010

^^

Serena finalmente morreu!
Já tava que não me aguentava mais esperando
a morte daquela índia insuportável.
Agora vou ter minhas tardes livres pra estudar.

Tenho um emprego novamente! =D
Hoje eu só volto amanhã.


E tudo ta se organizando...

quinta-feira, 11 de março de 2010

Quando - Roberto Carlos (Ouçam isso cantado pelo Barão Vermelho)

Quando você se separou de mim
Quase que a minha vida teve fim
Sofri, chorei, tanto que nem sei
Tudo o que chorei por você, por você
Quando você se separou de mim
Eu pensei que ia até morrer
Depois lutei tanto pra esquecer
Tudo o que passei com você, com você, com você

E mesmo assim ainda eu não vou
Dizer que já te esqueci
Se alguém vier me perguntar
Nem mesmo sei o que vou falar

Eu posso até dizer
Ninguém te amou o tanto quanto eu te amei
Mas você não mereceu
O amor que eu te dei

Quando você se separou de mim
Quase que a minha vida teve fim
Agora eu nem quero lembrar
Que um dia eu te amei e sofri e chorei
Eu te amei e chorei

quarta-feira, 10 de março de 2010

A nova lei

E a vida ta voltando ao seu eixo normal.
Minto!
Ta se organizando.
Estou me sentindo bem, produtiva, responsável, viva!

Minha vida andava no caos total, e tudo ia acontecendo pq algo tinha q acontecer.
Eu tava deixando tudo me levar e tava mesmo sendo levada (num quero nem imaginar pra onde).

Mediante ao caos decidi traçar prioridades, e impor regras a mim, à minha conduta comigo mesma.
Por que uma pessoa se deixa levar pelas emoções? Ta valendo a pena se deixar levar? Vai resolver?
São tantas as perguntas que eu me faço agora, são tantas as coisas que perdi e deixei de viver por me deixar levar pelos acontecimentos, pelas circunstancias.

Cheguei a conclusão de que organização faz bem, e que prioridades é o que move a vida da gente. Antes eu infelizmente não tinha.
Na verdade até tinha, mas eram superficiais demais comparado ao que eu considero como importante hoje.
Tô voltando a racionalizar todos os meus atos, pensamentos etc.
Acho isso cruel comigo e com todos que estão ao meu redor, mas viver assim é mais fácil, mais comodo, e embora cruel acaba doendo menos.

Embora já tenha experimentado esse estilo de vida e criticado à posteriori (adorei usar esse termo), aderi à razão novamente, e é isso aí, tudo agora vai ter que seguir uma linha lógica.